top of page

SAAE PROMOVE RODA DE CONVERSA SOBRE O SISTEMA DE ABASTECIMENTO DE ÁGUA PARA CIDADÃOS DA REGIÃO DO CRAS NOVA ESPERANÇA

Os vazamentos de água residenciais têm sido identificados com frequência pelas ações de checagem, seja pelo SAAE, empresas especializadas como por meio de cidadãos já habilitados para essa finalidade. A falta de identificação de um vazamento, muitas vezes imperceptível por ocorrer em encanamentos subterrâneos, acarreta o aumento repentino na conta de água, além de ocasionar problemas na infraestrutura da residência.


Entre as formas de identificação de vazamentos, existe um método simples que é a verificação contínua do hidrômetro, ação por meio da qual o consumidor residencial faz um controle do funcionamento de seu hidrômetro e do consumo de sua residência, e assim consegue compreender se algo não está funcionando de acordo com seu perfil de consumo de água.


O contexto anteriormente apresentado é explorado na roda de conversa denominada "Sistema de Abastecimento de Água” realizado pelo SAAE em comunidades de Sorocaba. Esses encontros com a população, são atividades previstas no âmbito do Projeto de Trabalho Técnico Socioambiental de Controle e Redução de Perdas (PTTS CP). O OMI Consórcio é contratado pelo SAAE e é responsável pela realização das atividades do PTTS CP.


No dia 13 de março de 2024 foi promovida mais uma roda de conversa que dessa vez contou com a presença de 13 cidadãos residentes na região do CRAS Nova Esperança. Além da presença dos cidadãos, foi possível contar com a participação de representantes do Setor de Hidrometria do SAAE, que participaram ativamente da atividade junto à equipe OMI Consórcio.


No início da atividade, a equipe social do OMI Consórcio realizou explicações sobre os conceitos fundamentais relacionados ao sistema de abastecimento de água, destacando a importância das ações individuais no combate ao desperdício de água, visando a sensibilização dos munícipes presentes sobre a importância da preservação dos recursos naturais e para gerar economias no orçamento doméstico com o uso inteligente do recurso hídrico.


Em seguida, foram apresentados alguns exemplos de identificação de vazamentos residenciais comumente encontrados, dentre eles, o teste da torneira com copo de água, onde um copo cheio de água é colocado com a torneira aberta e o registro do hidrômetro totalmente fechado, verificando se há sucção da água no copo para o sistema, o vazamento na rede é caracterizado. Outro exemplo é o teste da caixa d’água, utilizando-se do registro da bomba da caixa e hidrômetro fechados, observando-se marcações no reservatório antes e após o processo, com o vazamento caracterizado pela redução do nível de água.


Estes e outros testes são fundamentais para que soluções caseiras e de baixo custo sejam suficientes para a identificação de tais problemáticas.


Partindo-se para a explanação prática, os representantes do Setor de Hidrometria do SAAE conduziram esta etapa sobre o funcionamento dos hidrômetros em uma base de testes destes equipamentos, um instrumento utilizado pelo SAAE para explicar a operação dos hidrômetros e as diferenças de modelos. Esse momento não apenas esclareceu dúvidas, mas também permitiu aos participantes compreenderem as comparações e particularidades desses dispositivos.


Durante as explicações, algumas dúvidas do público surgiram, sendo prontamente respondidas.

“Como eu sei quando tem ar na rede? Como que faz para tirar?”

(Mariza de Fátima Rodrigues de Arruda)

“Se fechar o registro à noite, ajuda a reduzir a pressão?”

(Giovani Salvador de Arruda)


De acordo com os representantes da hidrometria do SAAE, o ar não é natural da rede de abastecimento, estando presente quando há a falta de água, ou vazamentos na tubulação. Com relação à pressão do sistema, fechar o registro durante o período noturno auxilia a reduzir a pressão provocada pelo ar, uma vez que o volume do ar se expande e diminui conforme pressionado pela água (compressão), diminuindo a possibilidade de danos por essa grandeza.


Para apoiar o engajamento do público foram distribuídos materiais informativos, facilitando a compreensão e o acompanhamento da atividade. Além da conscientização ambiental, a iniciativa visou a promoção práticas que não apenas protegem o recurso natural em questão, mas também possibilitam economia nas despesas mensais dos participantes.


Para finalizar a atividade, os presentes foram convidados a participar de um lanche organizado pela equipe OMI Consórcio, composto por salgadinhos e refrigerante. Neste momento, o público pode conversar sobre outros assuntos diversos, observando-se um momento de comunhão entre as partes envolvidas.


A seguir estão depoimentos dos participantes.

“Achei muito informativa e interessante esta palestra, eu gostei bastante.”

(Andressa Cristina Simões Fernandes)


“Apesar da baixa participação da população, a atividade foi extremamente importante. Deu pra aprender bastante coisa, o pessoal do CRAS gostou muito.”

(Angela Domingues, coordenadora do CRAS Nova Esperança)


“É muito bom poder tirar dúvidas e trazer estes conteúdos para a população, muita coisa do conteúdo teórico eu achei interessante também, além do mostrado na prática, é uma oportunidade única para os participantes.”

(Silvio Cezar Silva, colaborador do SAAE Sorocaba)

Os registros fotográficos e depoimentos da atividade podem ser vistos a seguir.
















留言


ícone  para acessar o whatsapp do projeto.
bottom of page